Tenho Paz!


Tenho Paz

Pedro Valença

Não é que os meus dias sejam sempre sol
Pois nuvens aparecem sem me avisar
E quando tá escuro, eu também tenho medo
Não é que minhas flores nunca murcharão
Pois quantas vezes peço e recebo não
Às vezes eu espero, às vezes eu me canso
Mas nada vai me impedir de sorrir e me alegrar
Eu posso confiar
Pois todo tempo, meu Deus comigo está
Eu tenho paz, em cristo eu tenho paz
Eu venço as tempestades, seguro e escondido no senhor
Tenho paz, não posso entender
No meio do deserto, eu vejo a esperança renascer
Tenho paz
Não é que os meus dias sejam sempre sol
Pois nuvens aparecem sem me avisar
E quando tá escuro, eu também tenho medo
Não é que minhas flores nunca murcharão
Pois quantas vezes peço e recebo não
Às vezes eu espero, às vezes eu me canso
Mas nada vai me impedir de sorrir e me alegrar
Eu posso confiar
Pois todo tempo, meu Deus comigo está
Eu tenho paz, em cristo eu tenho paz
Eu venço as tempestades, seguro e escondido no senhor
Tenho paz, não posso entender
No meio do deserto, eu vejo a esperança renascer
Tu tens o universo em tuas mãos
Quem poderia me roubar a paz?
A tempestade não me alcançará
Estou contigo
Tenho paz
Tenho paz, em cristo eu tenho paz
Eu venço as tempestades, seguro e escondido no senhor
Tenho paz, não posso entender
No meio do deserto, eu vejo a esperança renascer
Tenho paz
Composição: Pedro Valença
Postar um comentário